17.1.09

Alegrias de um part-time...



Não estava a dar nenhum jogo da Selecção Portuguesa, mas todo o café parou a olhar para o ecrã do televisor.

Enquanto ao canto dois homens discutiam por qualquer motivo, eu mantive o habitual silencio e limitei-me dar o troco a uma Srª mal humorada, que segundos antes reclamava por lhe ter servido um café frio. Maldito part-time! podia reagir mas não me apetecia minimamente discutir com uma Senhora de 100kg...e ela virou-me costas a resmungar.

As noticias na TV pareciam não ser as mais animadoras, mas eu continuava entretido entre cervejas, sandes-mistas e algumas piadas sobre mulheres gordas até que a Srª mal humorada dá meia volta, regressa em minha direcção, levanta os braços e...dá-me um abraço, um abraço forte e longo. Quando ela me solta e olho em volta, todas as pessoas se abraçavam, homens, mulheres, bêbados ou não, gordos, magros, velhos e crianças, todos manifestavam a sua alegria por alguma coisa, havia algo que os unia a todos, mas desta vez não era o futebol nem um golo da selecção, desta vez festejava-se a vida de 155 pessoas que esperavam calmamente em cima da asa de um avião depois deste se ter despenhado num rio segundos antes.

Naquela noite assisti a uma das mais bonitas manifestações de amizade entre seres humanos, naquela noite não haviam clubes, religiões, nacionalidades nem classes sociais, éramos todos simples mortais felizes por se terem salvo tantas vidas.

Mas durou pouco tempo, depressa os dois homens voltaram à discussão e a mulher gorda se lembrou do café frio...

Enfim, já ninguém se lembrava do avião, nem do rio, nem dos 155 sortudos.

16 comentários:

:'Daniela disse...

é pena que só nas siuações mais dificeis o mundo até pareça, ironicamente, um lugar bem mais perfeito, não é?

(puseste-me a pensar :b) *

André jesus disse...

Zequinhas. Bom momento, é uma história bastante humilde e bonita. Um abraço

starfish disse...

Olá!
Dizem que a união faz a força :)
Onde ninguém julga niguém, não interessa se é gordo ou magro, se é feio ou giro. Estarem apenas unidos nem que seja por poucos minutos! Deve ter sido mágico...
Beijinhos

Clau disse...

Pois... pensa-se por breves instantes na Humanidade, para logo a seguir voltarmos ao nosso umbigo. É a vida.

afteramsterdam disse...

Truz truz...

Venho agradecer a visita e retribuir!

Não, a vida não tem que ser assim, somos nós que fazemos com que assim seja quando optamos por seguir por aqui e não por acolá. Um dia as prioridades mudam e pensamos... hummm devia ter ido por acoli! Será?

Afteramsterdam, num caminho, seja ele qual for...

Ana disse...

ta msm altamente o texto...e o q aconteceu em N.Y. tb foi lindo...Viva o rio Hudson =P
´
mais uma vez, a sério o texto ta msm brutal
bjts

Teresa disse...

Somos assim mesmo. Unimo-nos nas dificuldades, mas passa-nos depressa!

Bjnhs
T

Clau disse...

De um momento fizeste muitos, pelos menos para mim. Bonito :)

Um Beijo

susana disse...

espero que voltes mais vezes ao meu espaço.. às vezes tem coisas interessantes , outras assim:) é cm eu! Fico contente por teres gostado e vim retribuir a visita! Ainda tenho que ver com mais atenção mas do que vi gostei bastante! Vou apossar-me dos aocntecimentos por esta área e depois comento sériamente boa?
um abraço
su

CãoSarnento disse...

É assim, os momentos de felicidade (ou apenas de alegria), são efémeros, por contraste com as chatices da vida que nos apoquentam eternamente.
Tiveste sorte com a sorte dos 155 "náufragos". Não fossem eles e a "gorda" tinha-te pregado um sopapo eheheh.
Gostei do modo como transformaste uma estória aparentemente banal num texto tão vivo e interessante.
Abraço e obrigado pela visita.

susana disse...

e já vi melhor:)quanto a este aqui deixo o comentário: espero que a todas essas pessoas esse momento tenha ficado na mente como te ficou no coração.. já era um começo.
um beijinho
su

Sofia disse...

Gostei do que li, ao contrário do que postei no meu blog.

A tua escrita apetece-me e não me faz querer não voltar.

Obrigada pela visita.

Lita disse...

História incrível, escrita de uma forma tão bonita! :)

Green Eyes disse...

Realmente, ele há coisas do caraças...

Mas...

Opá, os pássaros!!! :( Ninguém se lembra dos pássaros?! Foram as únicas vitimas e ninguém falou deles, que injustiça...

Milai disse...

ola:) descobri o teu blog por acaso e gostei dos teus posts. É pena que só em momentos de tristeza é que se possa ver alguns resquícios de humanidade.

Martina disse...

ahahaha seu safado, tu gostaste mesmo foi do abraço da Srª! ahahah XD

Eu gostei do teu texto :D

Tudo que esteja especialmente relacionado com NY eu fico meia lerda =S lol

Beijos ^^
Ps. Agora também quero um part-time *.*